PILATES

HISTÓRICO

Joseph Pilates nasceu nas proximidades de Düsseldorf, na Alemanha, em 1880. Era uma criança de aspecto doentio que sofria de várias doenças que causavam fraqueza muscular (raquitismo, asma e febre reumática). Para superar sua fragilidade, dedicou-se à prática de esportes variados (ginástica, esqui, boxe e luta romana) para adquirir força muscular e corpo saudável. Estudou diversas formas de exercícios, tanto ocidentais quanto orientais, e foi a combinação de todo esse conhecimento que levou ao desenvolvimento de seu método ímpar de condicionamento físico e mental. Confinado no campo de concentração de Lancaster, durante a Primeira Guerra Mundial (1914-1918), desenvolveu exercícios para si e outros internos que enfrentavam grandes períodos de internação e imobilidade no leito. Utilizava as molas das camas hospitalares e outros artefatos para construir os protótipos dos aparelhos, que são encontrados ainda hoje nos estúdios de Pilates. O reconhecimento inicial do seu método ocorreu quando constatou que nenhum dos internos do campo de prisioneiros sob seu treinamento havia sido acometido pela epidemia de 1918 que matou milhares de ingleses. Em 1926, juntamente com sua esposa, fundou um estúdio de Pilates em Nova Iorque, atraindo, de imediato, a atenção dos dançarinos. Posteriormente, atraiu também atores, atletas, socialites e pessoas comuns que praticavam o método que fortalecia o corpo, sem deixá-lo excessivamente musculoso. Joseph Pilates faleceu em 1967, aos 87 anos, devido à inalação de gases tóxicos quando seu estúdio foi incendiado. Seus discípulos deram continuidade ao seu trabalho, registrando a marca Pilates pela primeira vez em 1984, nos Estados Unidos, num processo que se arrastou por muitos anos. Ao final do ano 2000, tornou-se um método de exercícios de uso público e foi introduzido no Brasil.

MÉTODO

O Pilates pode ser praticado em todas as idades independente das condições físicas, pois o método é que se adapta a cada pessoa. Os exercícios não são localizados, ou seja, todo o corpo é trabalhado e, por serem feitos de forma lúdica tornam-se prazerosos. Traz resultados rápidos, mas requer disciplina. Com a prática dos exercícios, os músculos passam a ser utilizados de maneira correta, sem maior desgaste de energia. Além disso, o método incentiva o fortalecimento global, preservando a flexibilidade e estabelece uma progressão do movimento, iniciando com uma postura horizontal, que facilita as correções, passando progressivamente para uma postura vertical. Os exercícios visam sempre evitar o impacto ou a pressão sobre os músculos, as articulações e os tecidos, e apesar de poucas repetições exigem concentração para realizar movimentos pequenos, porém desafiadores. O método propõe exercícios realizados no solo, que enfatizam o aprendizado da respiração e do centro de força. Já os realizados nos aparelhos envolvem uma variedade de movimentos executados de forma rítmica, controlada, associada à respiração e à correção postural. No contexto da reabilitação, os pacientes utilizam a gravidade e as molas para realizar os exercícios. Além de oferecerem resistência, muitas vezes elas são usadas para assistir o movimento e, alterando a tensão das molas ou aumentando a força da gravidade, o indivíduo pode evoluir recuperando a funcionalidade..

PRINCÍPIOS

Respiração: A respiração torácica ou lateral é a maneira ideal de encher os pulmões: inspira-se pelo nariz, direcionando o ar para as laterais da caixa torácica; e expira-se pela boca, ativando o músculo transverso abdominal. Isso torna a parte superior do corpo mais fluida e móvel. A regra geral é inspirar para preparar e expirar para fazer e, acima de tudo, não prender a respiração. Esta deve ser mais profunda, consciente e completa possível.

Centralização: Joseph classificou a área abdominal como o centro de força do corpo (powerhouse), e esta seria a origem de todo movimento. Quanto mais forte o centro de força, mais poderoso e eficiente é o movimento. Antes de cada exercício o centro é recrutado, empurrando o umbigo e contraindo os músculos profundos do abdome para proteger a coluna lombar. O objetivo do método é manter o centro estável enquanto os movimentos de braços e pernas são executados com precisão.

Concentração: O praticante deve se concentrar no que e como está fazendo cada movimento. Os exercícios praticados com a devida concentração serão armazenados no subconsciente e aprimorados durante sua prática. Apesar dos movimentos se tornarem automáticos com o tempo, é necessário a concentração, pois sempre haverá mais um pouco de consciência para se atingir.

Controle: É a perfeita comunicação entre a mente e o corpo para garantir que os movimentos não sejam malfeitos ou banais. Os movimentos são realizados com harmonia e de forma lenta, usando a musculatura correta para fazer o trabalho. Deve-se executar movimentos como rotação, flexão e extensão mantendo um centro firme. A maior ocorrência de lesões acontece quando existem movimentos acidentais, sem controle. Por isso, cada movimento executado deve ser bem calculado e planejado.

Precisão: É manter a correta colocação das partes do corpo para evitar o risco de lesões. Está diretamente relacionada à postura.

Fluidez: O movimento parte de um centro fortalecido e flui para as extremidades. Os exercícios são executados de maneira organizada, com controle e suavidade. São, geralmente, lentos permitindo estar atento ao alinhamento e à utilização dos músculos adequados.

Relaxamento: É importante relaxar por alguns minutos antes de iniciar uma série de exercícios para assegurar que a agitação do dia a dia não seja transferida para a sessão. Aprender a identificar e liberar áreas de tensão é essencial antes de começar os exercícios para evitar que se utilizem os músculos errados.

Alinhamento e Postura: A postura organizada é fundamental para a movimentação eficiente e coordenada, aumentando a amplitude dos movimentos, diminuindo significativamente o gasto energético com a realização das atividades da vida diária e reduzindo o risco de lesões. Deve-se alinhar a cabeça, o pescoço e a cintura escapular, e manter as curvas fisiológicas da coluna.

Resistência e Vigor: À medida que os exercícios são executados com perfeição e os músculos trabalham corretamente, a força e a resistência aumentam. Além disso, o vigor melhora sensivelmente e, a partir daí não se perderá mais energia com tensões desnecessárias e movimentos ineficientes.

Benefícios:
☺ melhora da capacidade respiratória
☺ aumento de tônus e força muscular
☺ maior flexibilidade
☺ correção postural
☺ aumento do equilíbrio e coordenação
☺ alívio do estresse e das dores musculares
☺ elevação da auto-estima
☺ maior consciência corporal
☺ melhora do condicionamento físico e mental

“Meu método desenvolve o corpo uniformemente, corrige posturas erradas, restaura a vitalidade física, revigora a mente e eleva o espírito.”
(Joseph H. Pilates)

FOTOS

CORE CENTER 2014 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS RUA VALDEMAR MUNIZ ,Nº 83, BAIRRO ALTO MIRANTE / ITABUNA - BA FONES: (73) 3613-1965 / (73) 9173-6920 / (73) 8893-6517